Artigos

Paciente assintomática com alteração na função tireoidiana, como deverá ser seu acompanhamento?

Disfunções tireoidianas leves assintomáticas são chamadas subclínicas.

Algumas pessoas podem ter o TSH sérico subnormal a despeito da concentração normal de outros hormônios tireoidianos (hipertireoidismo subclínico).

A necessidade de tratamento nestes casos ainda permanece controverso, porém, alguns advogam o tratamento em casos específicos com por exemplo, em portadores de osteoporose, cardiopatias, infertilidade ou distúrbios menstruais e em idosos.

Da mesma forma, o tratamento do hipotireoidismo subclínico ( TSH discretamente elevado com T4livre normal) depende da consideração da situação individual e da preferência do paciente. A taxa de progressão para o hipotireoidismo clínico varia de 3% a 8% ao ano.

Se nenhum tratamento for iniciado, esses pacientes devem ser monitorizados em intervalos de 6 a 12 meses, tanto clinica quanto laboratorialmente, pela medição do TSH sérico.

O profissional deve seguir o bom senso, e não o princípio de simplesmente tratar o resultado anormal de um exame.

Publicado por: DRª Tatiana Gonçalves Fukuda – ENDOCRINOLOGIA

Onde estamos


ATENDIMENTO PARTICULAR:
Aceitamos Cartões de Crédito
Cartões de Crédito

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO: Segunda - Sexta 7h - 19h
Rua Pelicano 341, Quadra 04, Lote 16, Loteamento Varandas Tropicais. Pitangueiras - Lauro de Freitas-BA
SAC: Whatsapp (71) 98233-5454 / 3379-6699  E-mail: [email protected]
Responsável Técnico: Dra. Adriana Campos Andrade Ribeiro CRM 13374 | RQE 13773


Gastrocentro© 2021. Todos os direitos reservados.