Artigos

Orientação dietética para o paciente com ferratina elevada

Ferritina é uma proteína produzida principalmente pelo fígado, cujas funções básicas são: transportar o ferro e mediar o processo de inflamação. É importante entender que ferritina alta não significa necessariamente que o Ferritina é uma proteína produzida principalmente pelo fígado, cujas funções básicas são: transportar o ferro e mediar o processo de inflamação. É importante entender que ferritina alta não significa necessariamente que o organismo tem excesso de ferro. Na verdade, na maioria das vezes a ferritina alta não vem acompanhada de excesso de ferro. Atualmente, a causa mais comum é a síndrome metabólica, em função do aumento da incidência da obesidade, acúmulo de gordura no fígado e diabetes.

Nutrição x Ferritina alta

  • Combatendo a síndrome metabólica, com dieta adequada, atividade física, controle da glicemia e do colesterol, evitando excesso de ingestão de gordura saturada e álcool.
  • Diminuir a quantidade de frutose na alimentação;
  • Optar por carboidratos com baixo índice glicêmico;
  • Controlar o nível de sódio (1500 mg ao dia) – não quer dizer eliminá-lo da dieta!;
  • Utilizar pelo menos 30 gramas de fibras ao dia;
  • Ofertar ômega-3 caso o paciente não faça o consumo de peixes gordos diariamente;
  • Controlar a quantidade de ferro ingerida, porque há a tendência de acúmulo de ferro mesmo sem os genes de hemocromatose;
  • Evitar o uso da panela de ferro no preparo de alimentos;
  • Uso de chá preto, verde e café também diminui a absorção de ferro.
  • Evitar consumir alimentos ricos em vitamina C próximos aos ricos em ferro;
  • Respeitar a indicação da quantidade mínima de proteínas em 1 grama por kg de peso ao dia (é maior em atletas e menos em pacientes com sérios problemas renais);
  • Suplementação de vitaminas E e D se for necessário;
  • Manipular antioxidantes e flavonoides se necessário;
  • Indicação de vitamina B6 se necessário;
  • Evitar o consumo de bebidas alcóolicas;
  • Indicação de exercícios físicos;
  • Controlar o seu peso corporal;
  • Estimular o paciente a comer devagar e preservar o fracionamento das refeições ao dia;
  • Evitar alimentos ricos em ferro ex: fígado, carnes vermelhas, miúdos de galinha.
  • Alimentos ricos em ferro de origem vegetal: feijão, abóbora, beterraba, couves e alimentos integrais precisam ser transformados para ser absorvidos pelo organismo, portanto, se você tem ferritina alta deve evitar consumir alimentos ricos em vitamina C juntamente com estes alimentos e na mesma refeição.
  • Para diminuir a absorção de ferro, consumir alimentos ricos em Cálcio (leite e derivados nas refeições).

Publicado por: Natalia Ferreira – NUTRICIONISTA

Onde estamos


ATENDIMENTO PARTICULAR:
Aceitamos Cartões de Crédito
Cartões de Crédito

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO: Segunda - Sexta 7h - 19h
Rua Pelicano 341, Quadra 04, Lote 16, Loteamento Varandas Tropicais. Pitangueiras - Lauro de Freitas-BA
SAC: Whatsapp (71) 3379-6699  E-mail: [email protected]
Responsável Técnico: Dra. Adriana Campos Andrade Ribeiro CRM 13374 | RQE 13773


Gastrocentro© 2021. Todos os direitos reservados.